Notícias e Comunicados

Estreia do Espetáculo Berorrokan cativa público no Basileu França

Publicado em 27/09/2018

O Núcleo de Artes Integradas e Inclusão Basileu França (NAIBF) estreou a apresentação do espetáculo Berorrokan, nesta terça-feira, 25 de setembro, no Teatro Basileu França, como parte integrante da programação do II Seminário Goiano de Produção Cênica.
Berrorokan foi apresentado ao público em duas sessões. Às 15 horas, a encenação foi direcionada a entidades que trabalham com pessoas com deficiência e escolas em geral, como a Associação Pestalozzi de Goiânia (Unidade Renascer, Unidade Peter Pan e Unidade Pró-Labor), Associação de Pais e Amigos do Banco do Brasil (APABB), Faculdade SENAI FATESG, Associação Projeto Criança Jesus de Nazaré (CEI), entre outras. O espetáculo das 19 horas foi aberto aos pais, professores, alunos e à comunidade em geral. 

O diretor e roteirista do espetáculo, Thiago Santana, ressalta que o debate provocado por Berorrokan teve uma boa aceitação do público e aproximou os elementos da cultura karajá dos espectadores. “A apresentação foi sucesso total e alcançamos os objetivos propostos, com dedicação total do elenco. Além disso, foram discutidos importantes temas ligados às contribuições da cultura karajá para as pessoas”, destaca. 

Segundo a Assistente de direção e coreografias, Gilvana Machado, o processo de pesquisa para montagem do espetáculo durou cerca de dois anos e foi surgindo a ideia de mesclar diversas linguagens artísticas. “Visitamos a Aldeia Buridina, em Aruanã, para conhecer de perto a comunidade Karajá. Também fomos a alguns museus, fizemos muitas pesquisas e leitura de livros sobre o assunto. Tudo isso colaborou para que os nossos alunos com e sem deficiência pudessem compreender a temática. Por isso, nosso espetáculo foi um sucesso, resultado de um esforço conjunto”, explica. 


TEMÁTICA DO ESPETÁCULO 

Do fundo das águas do Rio Araguaia emerge o povo Iny que habita as florestas, aprendendo e ensinando com os bichos do cerrado, construindo assim saberes e práticas que formam o mundo Karajá. 

O espetáculo é a integração de diversas linguagens artísticas, passando pelo teatro, dança, circo e música. O corpo de intérpretes é composto por artistas com e sem deficiência.

O elenco dedicado à produção, elaboração e execução do espetáculo Berorrokan é composta pelos alunos do Núcleo de Artes Integradas e Inclusão Basileu França (NAIBF), coordenados pelo diretor e roteirista, Thiago Santana; assistente de direção e coreografias, Gilvana Machado; diretor musical, Nildo Santos, em parceria com os músicos Alexandre Bellini e Carlinhos Santos P.O. Box. A Interpretação em Libras é da professora Sarah Melgaço, com fotografia de Ole Jorgensen, maquiagem de Alessandro Caetano, Gilvana Machado, Olina de Almeida, Solange Amarilla e Thiago Santana. O figurino foi elaborado por Eduardo Teixeira, com recursos de iluminação de Alexandre Bellini, Rhaysson Dutra e Thiago Santana, além da coreografia com bonecos que será feita pela professora Nilma Bittencourt e preparação vocal de Francis Otto, Gilvana Machado, Itana Fleury, Nei Clara, Nildo Santos, Nilma Bittencourt, Sarah Melgaço e Thiago Santana.